Sem tempo para ler? Ouça este conteúdo agora.

 

 

 

*Por Talita Scotto

Assessoria de imprensa é uma das grandes estratégias de comunicação para divulgação e exposição de empresas de qualquer porte e necessidade, além de ser uma oportunidade para as marcas se relacionarem com a mídia. Mas, afinal, como fazer assessoria de imprensa? Abaixo, conheça um resumo sobre o que faz um assessor de imprensa e como ele pode ajudar sua empresa a conquistar mais credibilidade na mídia:

 

1 – Conhecendo o negócio

 

Conhecer o negócio do cliente é fundamental para iniciar o trabalho de assessoria de imprensa. Ao iniciar as atividades, a palavra de ordem é imersão na empresa – importante etapa do processo para preparar estratégias de comunicação que estejam de acordo com os objetivos da organização. Por isso, a primeira tarefa é conhecer a empresa, seu posicionamento, diferenciais de mercado, produtos e serviços para que as estratégias de divulgação sejam bem sucedidas. Dominar o mercado do cliente é tão importante quanto às ações práticas que estão por vir a seguir.  Essa etapa do processo inclui:

 

  • Entender o mercado de atuação da empresa a partir da visão dos sócios, suas necessidades, dificuldades e posições que o colocam em favorecimento;
  • Ler e dominar o segmento da empresa. Quanto mais o assessor de imprensa conhecer o mercado do cliente, melhor será para trazer sugestões e se antecipar a futuros acontecimentos;
  • Pesquisar e apurar o que já aconteceu de mais importante no segmento do cliente para entender o potencial do mercado;
  • Acompanhar a rotina da empresa é fundamental para diagnosticar possíveis assuntos que possam ser de interesse da empresa, assim como monitorar o que está acontecendo no mercado para sugerir oportunidades de pautas e relacionamento com jornalistas.

 

2 – Estratégia de assessoria de imprensa

 

Após conhecer o negócio, é hora de definir quais estratégias de assessoria de imprensa podem ser realizadas de acordo com o perfil da empresa, sendo ela B2B (Business to Business), ou seja, que fornece soluções para outras empresas ou B2C (Business to Consumer), que tem relacionamento direto com o consumidor final.

 

A assessoria de imprensa é capaz de gerar valor e visibilidade para os dois perfis de empresa, no entanto, é necessário conhecer as particularidades da empresa para traçar a melhor forma de relacionamento entre a mídia a o cliente. Abaixo, conheça algumas estratégias de assessoria de imprensa para B2B e B2C:

 

Business do Business

 

A assessoria de imprensa para empresas que fornecem para outras empresas, sem necessariamente interagir com o consumidor final, é possível da mesma forma como é realizada para B2C (Business to consumer).  No entanto, a estratégia da comunicação deve ser desenvolvida de modo que a empresa se relacione com veículos segmentados ou mesmo crie plataformas próprias de comunicação com o mercado. Por isso, a imersão que a assessoria de imprensa faz na empresa é fundamental para que o planejamento de comunicação não falhe e conquiste visibilidade através dos canais mais indicados para o perfil do negócio. Algumas soluções podem ser implantadas, como:

 

  • Determinar uma comunicação eficaz com veículos segmentados;
  • Promover encontros com a mídia para expor o potencial da empresa e apresentar informações de mercado;
  • Quando houver potencial, ser fonte de informações valiosas através de pesquisas e estudos;
  • Criar canais de comunicação dirigidos para estes públicos, como newsletters, informativos, etc;
  • Desenvolver pautas que possam detalhar não só o produto da empresa em si, mas cases de sucesso conquistados com clientes, por exemplo, além de outros assuntos que remetam ao negócio da empresa.

Business to consumer

 

A imersão em negócios que falam diretamente com seus consumidores é ainda mais detalhado e fundamental, pois a assessoria de imprensa poderá conhecer com mais profundidade a relação do público-alvo com a marca, ressaltar pontos fortes e fracos para serem trabalhados na mídia, diagnosticar oportunidades e desafios, gerar pautas e conteúdos a partir das necessidades observadas, além de criar estratégias e abordagens diferenciadas de comunicação para atingir os resultados que a empresa planeja.

 

Conhecer o cliente, fazer uma apuração detalhada das características do negócio e vivenciá-lo é como traçar a rota de uma vigem, em que é necessário estabelecer por qual direção e caminho seguir para se obter resultados finais impactantes e relevantes. Por isso, quanto mais a assessoria de imprensa conhecer e dominar o negócio do cliente, melhor será para a comunicação da empresa. Para saber mais, entenda o que é assessoria de imprensa. 

 

3- Defina seus objetivos

 

A partir do momento em que a agência de assessoria de imprensa já está familiarizada com o negócio é mais fácil explicar todos os objetivos que estarão na mira para serem conquistados, assim como discutir as estratégias e abordagens que serão feitas na imprensa. Sendo assim, assessor de imprensa e cliente devem definir:

 

  • O que a assessoria de imprensa deve fazer pelo negócio, para que assim seja mais fácil de mensurar resultados em curto, médio e longo prazo;
  • Qual o objetivo de ter uma assessoria de imprensa? Atrair investidores? Ganhar exposição para o consumidor final? Gerar leads para o negócio? Aumentar a visibilidade da marca? Se tornar referência no seu mercado de atuação? Com tantas finalidades e resultados possíveis é fundamental ter claro quais são os objetivos da empresa, pois só assim será possível planejar as ações para que as metas sejam atingidas;
  • Quem é o público-alvo da empresa? Qual seu comportamento? Quais são as mídias que eles acompanham? São jornais, portais, emissoras de TV? Com essas respostas ou com algum conhecimento sobre elas, a assessoria de imprensa fará uma abordagem correta com os veículos de comunicação. É válido ressaltar também que, não adianta o negócio ter várias matérias publicadas em mídias que não correspondem ao objetivo, pois a empresa terá quantidade e não qualidade. Nestes casos menos é mais, e atingir poucos e bons veículos que sejam do segmento e interesse do cliente pode trazer mais retorno para a empresa.

 

4 – Media training

 

Preparar os porta-vozes da empresa para que eles estejam prontos para serem fontes de informação é tão importante quanto o conteúdo que será divulgado para a imprensa através de um texto. A assessoria de imprensa deve capacitar os porta-vozes e treiná-los para que eles se sintam preparados para serem fontes de entrevistas e saibam como transmitir informações relevantes, respeitando os limites da empresa e das necessidades da mídia. Além disso, é fundamental que os porta-vozes conheçam a dinâmica do trabalho de uma agência e compreenda como é o funcionamento dos veículos de comunicação e o relacionamento com a mídia.

 

Um media training, mesmo que pequeno, é de suma importância para que a empresa tenha entendimento da assessoria de imprensa e, também, para explicar na prática como a empresa deve se comportar diante de diversas situações que possam acontecer, sejam elas positivas ou mesmo futuras crises de imagem.

 

5 – Materiais de apoio

 

Quanto mais informações a assessoria de imprensa tiver, melhor será e melhor preparada ela estará para atender a mídia em tempo hábil, facilitando o fechamento dos veículos de comunicação e, consequentemente, ampliando as chances de inserções da empresa na mídia. Por isso, antes de qualquer divulgação, a assessoria de imprensa do negócio deve possuir fotos, imagens, artes, logotipos, mini currículos dos porta-vozes, fichas de produtos, catálogos e outras informações da empresa que possam ser consultadas de imediato – desde que não sejam arquivos confidenciais do negócio.

 

6 – Storytelling

 

Qual mensagem a empresa quer passar ao mercado? Qual a capacidade da empresa em contar histórias relevantes? Investir em Storytelling e contar a história da empresa de maneira interessante, de modo que o jornalista queira saber mais sobre o seu negócio, é uma estratégia de comunicação que pode ser mais interessante para a mídia. A forma como a empresa será exposta na mídia faz parte das estratégias de divulgação da assessoria de imprensa. Por isso, a empresa deve ser autêntica e permitir que a agência trabalhe com ela e não para ela. Fazer uma narrativa e possibilitar que a agência de assessoria de imprensa tenha liberdade de criar conexões com o público-alvo de modo que a empresa “se venda” sozinha, pode ser um caminho de bons cases de sucesso em assessoria de imprensa para o negócio.

 

7 – Releases, artigos, pautas e relacionamento com a mídia

 

Após a imersão completa no cliente, é hora de partir para a prática. Uma reunião de pauta com o cliente é essencial para definir o que será trabalhado na mídia e de qual forma. O release é a base de trabalho da assessoria de imprensa, porém, não é o único. Outras estratégias são extremamente funcionais, como:

  • Artigos opinativos
  • Pesquisas e estudos
  • Gráficos ilustrativos
  • Vídeo-release
  • Releases

 

Com a estratégia em mãos é hora de sugerir a pauta para os jornalistas e isso só é possível por meio de um bom mailing de contatos. Uma boa assessoria de imprensa possui ferramentas diárias de relacionamento com o jornalista, sendo o mailing uma tarefa diária de atualização para se obter bons resultados.

 

É válido ressaltar ainda que apenas boas pautas, bons cases e assuntos inovadores têm grandes chances de chamar a atenção dos jornalistas. Confiar no feeling do assessor de imprensa faz parte das etapas para conquistar resultados importantes na imprensa. Para saber mais sobre releases, conheça 10 dicas para criar um release de sucesso.

 

8 – Follow up

 

Após a divulgação de uma pauta, o follow-up com os jornalistas pode ser uma estratégia para apresentar a pauta com mais detalhes. O contato telefônico com os jornalistas pode ser uma forma de iniciar um relacionamento com o veículo, além de também ser uma oportunidade para oferecer uma exclusiva, por exemplo.  Por isso, é válido ressaltar a necessidade da pauta ser boa e ter qualidade.

 

9- Mensuração e resultados

 

Cada assessoria de imprensa tem uma maneira de apresentar o retorno obtido no ciclo de cada trabalho que, geralmente, é medido mensalmente. Em um arquivo, o assessor de imprensa pode detalhar os releases trabalhados, as atividades realizadas, além de entrevistas feitas na mídia e resultados conquistados na imprensa. Outras informações podem constar nas análises mensais, pois variam de acordo com o objetivo da empresa e das ações determinadas para o período.

 

Conheça mais estratégias de comunicação para sua empresa, saiba quais são as principais ferramentas de comunicação e marketing para sua empresa.

 

* Talita Scotto é diretora da Agência Contatto Assessoria de Imprensa e Conteúdo – www.agenciacontatto.com.br

 

Se você precisa de mais informações sobre agência de assessoria de imprensa, entre em contato conosco!

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Free WordPress Themes, Free Android Games