Não é novidade que a assessoria de imprensa já passou por grandes transformações nos últimos anos. Mas, agora, com a necessidade de digitalização das empresas devido a covid-19, alinhar estratégias que trarão resultados onde o público-alvo do cliente está é fundamental para acompanhar resultados mais expressivos e, por que não, até mais eficazes?

Na assessoria de imprensa, a mídia tradicional não perderá força. No entanto, as novas mídias estão aí para provar que conteúdo pode ser consumido de diversas formas e dominar essas mudanças, adicionando habilidades no seu trabalho, pode somar no resultado.

Abaixo, conheça 4 tendências de marketing na assessoria de imprensa para 2021:

 

Relacionamento com micro e nano influenciadores

 

O valor de estar na imprensa de massa não perderá seu papel, muito pelo contrário, continua sendo essencial na construção de autoridade e credibilidade. Porém, aprofundar o relacionamento com micro e nano influenciadores é estratégico para a marca conversar diretamente com seu público-alvo. Influenciadores têm poder em aconselhar decisões e até mesmo passar confiança na hora da jornada de compra de um seguidor, que também é potencial cliente.

Nano influenciadores, que possuem de 1 mil a 10 mil seguidores, e micro influenciadores, de 10 mil a 100 mil seguidores, possuem alto engajamento em sua maioria e conteúdo nichado – que pode ser mais eficaz na hora de criar uma estratégia de comunicação.

 

O que você precisa saber sobre marketing de influência 

Áudio na mira do consumo

 

Segundo dados do Spotify, são 1,9 milhão de podcasts na plataforma. No último trimestre de 2020, o consumo por este formado cresceu 200%. Novos conteúdos são abordados a todo momento, como finanças, gestão de pessoas e notícias diárias.

A Folha de São Paulo é um exemplo com o podcast “Café da Manhã”, que está em segundo lugar como mais ouvido. Também se destaca o podcast do G1, “O Assunto”, apresentado pela jornalista Renata Lo Prete, que já é o mais ouvido da América Latina, de acordo com a Abpod.

Diante deste crescimento, adaptar conteúdos e sugestões de pautas para atingir podcasts é uma das grandes tendências de marketing na assessoria de imprensa para 2021.  Há uma mudança de hábito que não pode ser ignorada.

 

Habilidade com vídeo e imagem

 

Utilizar imagens para ilustrar um release ou artigo sempre foi praxe no trabalho da assessoria de imprensa. Com o crescimento da imprensa digital, compartilhando publicações de notícias nos seus próprios perfis no Instagram, Facebook e YouTube, vídeos e imagens se tornam produções de conteúdo complementares e cruciais.

Desenvolver novas habilidades para editar vídeos curtos e imagens, assim como conhecer aplicativos e ferramentas que auxiliem no dia a dia do trabalho potencializa o desempenho da assessoria de imprensa.  “Pensar” visualmente também é outra tendência de marketing na assessoria de imprensa para 2021, pois apenas release-disparo não será mais a única missão do profissional que quer gerar resultados.

 

Monitoramento em tempo real

 

Ferramentas gratuitas de monitoramento de palavras-chaves podem ter dois papeis na assessoria de imprensa: ajudar no clipping de notícias ao monitorar o nome do cliente ou trazer tendências de buscas por termos relacionados ao nicho da empresa que se atende.

Google Alerta e Google Trends são duas formas de realizar um monitoramento integrado para agregar mais valor ao trabalho da assessoria de imprensa. Além disso, o profissional que quer atuar para antecipar tendências, sugerir pautas no tempo certo e apresentar resultados em primeira mão também deve usar ferramentas de marketing digital para fortalecer seu trabalho.

Talita Scotto é diretora da Agência Contatto há 12 anos e jornalista com especialização em marketing e comunicação integrada

Se você tem dúvidas sobre assessoria de imprensa, entre em contato pelo formulário abaixo!

  • Post category:Blog
Free WordPress Themes, Free Android Games